terça-feira, 28 de setembro de 2010

Eu senti muitas coisas naquele momento. E senti muito mais profundo do que já tinha imaginado ser possível. Doeu, sangrou, e algumas coisas dentro de mim morreram também... Eu poderia chamar de decepção, poderia chamar de frustração... Mas não... Aquilo não pode ser nomeado com palavras simples... Diria que nada pode descrever a sensação de ver seus sonhos e tudo que você acreditou por tanto tempo serem jogados ao chão e pisoteados... Direi apenas que foi morte... um parte de mim que não pode ser reconstruída e que ainda chora pedindo socorro...

(Letícia de Freitas)

1 comentários:

Gigi disse...

Lindo fim de semana Mary! Bjoss no ♥

Postar um comentário


São as lutas que você trava dia a dia que dizem quem você é e até onde você pode ir. [LF]