quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Medo

.
.
.
.
.
.
.
Tenho medo sim, eu confesso. E mais de uma vez eu tentei fugir, e mais de uma vez eu tentei fingir... Eu lutei contra esses dragões aqui dentro. E mais de uma vez eu sangrei... Eu tentei enxergar as coisas de um outro jeito, mas, outra vez, eu voltei ao príncipio da minha dor, da minha fraqueza, dos meus medos... Mas a minha realidade não vai parar por aqui, ainda tenho forças pra continuar, e ainda tenho coragem pra olhar de novo, e lutar de novo... e sorrir de novo... e amar de novo. (Letícia de Freitas)

Não copie! Reposte aqui!

0 comentários:

Postar um comentário


São as lutas que você trava dia a dia que dizem quem você é e até onde você pode ir. [LF]