sexta-feira, 22 de julho de 2011

Eu vou deixar você voltar, mas vou fingir que foi sem querer.
E vou deixar você entrar, mas vou dizer que foi por pena.
Vou até deixar você me tocar e direi que foi por impulso.

Eu vou deixar que você me ame, mas jamais vou permitir que você saiba de novo o quanto me tem nas mãos.

LF

3 comentários:

Bell disse...

arrasou \o/.

Mary, ótimo fds

bjokas =)

Mary Angel disse...

Valeu querida Bell! Linda semana pra vc! beeeijos

Anônimo disse...

adorei Lê! Bjo Tá.

Postar um comentário


São as lutas que você trava dia a dia que dizem quem você é e até onde você pode ir. [LF]